Notícias

Fora Rui

O Sinmed fez um ato de protesto nessa sexta-feira, dia 14, em frente ao PAM-Salgadinho contra o projeto de lei do prefeito Rui Palmeira que trata, entre outros pontos, da retirada de direitos contidos no Plano de Cargos e Carreiras (PCC) dos servidores de Maceió. Segundo presidente do Sindicato, Marcos Holanda, a paralisação aconteceu para chamar a atenção do prefeito Rui Palmeira e da sociedade para as demandas da categoria, que está se sentindo desvalorizada. 

Como as negociações com a prefeitura visando ao reajuste salarial não avançam, os profissionais decidiram protestar publicamente. "A paralisação é uma advertência. Uma maneira que encontramos de chamar a atenção do prefeito para que ele desista desse projeto de lei. Estamos há seis anos sem reajuste salarial e não temos tido progressão nenhuma. E ainda se discutiu tirar a nossa insalubridade. Como um profissional que se expõe a todo tipo de doença aqui no PAM Salgadinho pode deixar de receber insalubridade?", questiona o presidente do Sinmed. 

Segundo ele, o prefeito mantém a rede pública de saúde sucateadas em sua infra-estrutura e também não cumpre o dever de manter as unidades abastecidas, o que compromete a quaidade do atendimento. Para agravar, a prefeitura paga ao médico um dos piores salários do país. 

compartilhe:

Veja também