Notícias

Na rede estadual a luta continua...

Os médicos da rede estadual continuam sem definição de reajuste. Os últimos índices foram insignificantes – 5% em 2015  dividido em três vezes - 1% retroativo a maio, 2% em outubro e 2% em dezembro. Já em 2016 não houve aumento; em 2017  de novo teve parcelado, totalizando 6,29%, só o equivalente a inflação. Em 2018 o percentual foi ínfimo : 2,85%. Ou seja, além de ser pouco, há o fracionamento, daí ninguém sente. Para agravar, o governo não aplica os percentuais de progressão, titularidade e insalubridade, gerando perda. O Sinmed já retomou as negociações que foram iniciadas com o ex- secretário Crhistian. Agora, com a chegada de Alexandre Ayres, tivemos que voltar do zero... mas não cansamos nem perdemos a esperança. Estamos ligados. Seguimos cobrando nossos direitos. Aguardem!!!

compartilhe:

Veja também